Financiamentos para e-commerce que você precisa conhecer

Andre Wetter

Andre Wetter

Co-Founder da a55

financiamento para ecommerce

Começar ou manter um negócio online sem nenhum capital pode ser difícil. Você precisa investir em sua loja, produtos, plataformas, marketing de performance.

Se você não tem muito dinheiro para investir no seu e-commerce, você pode optar por linhas de financiamento. O volume de crédito pode ser utilizado para atingir os objetivos de crescimento do seu negócio.

Um grande desafio ao optar por este caminho é escolher qual tipo de financiamento funciona melhor para o seu negócio. Para te ajudar com essa escolha, neste artigo vamos apresentar e explicar 5 tipos de financiamento. Boa leitura.

Porque escolher uma linha de financiamento?

Mesmo os menores e-commerces precisam de algum tipo de investimento para começar. Na maioria dos casos, o que você precisa ter em mente é ‘ter dinheiro para ganhar dinheiro’. 

Mesmo que você possua uma quantia própria para investir no seu negócio, em alguns casos, ela pode não ser suficiente para atingir seus objetivos a longo prazo. No caso das empresas que operam em uma escala maior, o financiamento pode ser útil para aumentar o estoque antes de um período com um grande volume de vendas. 

O financiamento para e-commerce também pode ser utilizado para alavancar suas campanhas de marketing digital, como forma de aumentar sua aquisição de clientes.

Toda empresa tem como objetivo obter o maior número de clientes possível e aumentar a receita. Neste caso um financiamento pode ser uma boa escolha, pois ele pode ajudar a fomentar as iniciativas de curto e longo prazo da empresa, ajudando, a gerar receita e manter a sustentabilidade.

Tipos de Financiamento para E-commerce

1. Financiamento de Equity

O financiamento de Equity é aquele em que você oferece uma parte da sua empresa em troca de investimento. Neste caso, é preciso encontrar um investidor interessado em possuir uma parte de sua empresa ou abri-la ao público por meio de ações.

A principal vantagem desse tipo de financiamento de negócios é que os investidores só veem lucros se o negócio for bem. Seu sucesso é o sucesso deles, então eles são incentivados a trabalhar para o melhor da empresa. Além disso, você não precisa fazer nenhum pagamento de juros com esse tipo de financiamento.

Por outro lado, a maior desvantagem é desistir da propriedade do seu negócio. As partes interessadas e os investidores nem sempre concordam com os proprietários sobre a direção que a empresa deve tomar. Ou seja, se você diluir seu e-commerce e ficar com menos de 50% da empresa, você perde o poder de tomada de decisão, podendo causar problemas de gestão e operação..

2. Financiamento de dívidas

O financiamento da dívida envolve o endividamento como forma de gerar receita para o seu negócio. Isso pode ocorrer pedindo dinheiro emprestado de amigos ou familiares ou fazendo um empréstimo com uma instituição financeira. Nestes casos, você precisará pagar juros sobre o empréstimo ao longo do tempo.

Uma vantagem do financiamento de dívidas é que despesas como pagamentos de principal e juros são frequentemente classificadas como despesas comerciais dedutíveis de impostos.

Por outro lado, a desvantagem é que esses empréstimos devem ser reembolsados, mesmo se o negócio falir. Além disso, geralmente há uma alta taxa de juros e alguns empréstimos podem exigir garantias em troca do financiamento.

3. Financiamento Bootstrap

O financiamento Bootstrap consiste essencialmente em usar seus próprios fundos para alavancar o seu negócio. Esta abordagem é geralmente a primeira forma de financiamento a que os empreendedores recorrem antes de passarem para outras fontes. Ele força o empreendedor a otimizar e gerenciar melhor suas finanças para que possa descobrir qualquer valor não utilizado.

Esta modalidade é uma maneira sólida de obter financiamento adicional sem os riscos da dívida tradicional. Você ainda acaba possuindo toda a sua empresa, portanto, nenhuma posição acionária precisa ser abandonada.

Com menos dívida disponível, quando chegar a hora de obter recursos de credores e investidores externos, sua empresa será mais atraente do que se você tivesse grandes dívidas em seu livro-razão.

Mas quando se trata de financiamento Bootstrap, a disponibilidade de seu próprio dinheiro. Você só pode investir a quantidade de fundos que tiver disponível, e isso pode não ser suficiente para estimular o crescimento tão rápido quanto necessário.

4. Crowdfunding

Crowdfunding é o método de levantar capital por meio de esforços coletivos de grandes grupos de pessoas, incluindo amigos, familiares, clientes, investidores individuais e o público. É realizado principalmente online por meio de mídias sociais e plataformas de crowdfunding, como Kickstarter , GoFundMe e Indiegogo , cujo objetivo é ajudar os empresários a gerar fundos para seus projetos.

Semelhante ao Bootstrapping, uma grande vantagem do Crowdfunding é que você ainda possui 100% da sua empresa. Em vez de oferecer ações em troca de fundos, os participantes estão sendo recompensados ​​com vantagens.

O crowdfunding também é uma ótima maneira de testar o mercado sem a necessidade de construir a empresa completa. No final, se seu produto for bem recebido, você poderá criar uma comunidade de primeiros usuários ou clientes.

Uma grande desvantagem do financiamento coletivo é que, embora plataformas como o Kickstarter possam ter milhares de patrocinadores em potencial registrados, ainda requer muito trabalho e planejamento para chamar a atenção e direcionar o tráfego para sua página de destino.

Para ser realmente bem-sucedido, você precisa fazer uma campanha de lançamento que atraia a atenção de financiadores em potencial, o que pode custar muito dinheiro, esforço e tempo.

5. Financiamento de compartilhamento de receita

O financiamento de compartilhamento de receita é aquele em que uma empresa concorda em compartilhar uma porcentagem das receitas futuras em troca de capital. Os pagamentos de empréstimos são correlacionados às receitas brutas contínuas, normalmente com taxas fixas e taxas de reembolso. Isso significa que, quando a empresa vai bem, o pagamento é mais rápido. Mas quando a receita diminui, os pagamentos são correspondentemente mais lentos.

Com o financiamento da divisão da receita, você ainda mantém total propriedade e controle sobre sua empresa. Ações, garantias pessoais e assentos no conselho não fazem parte do negócio.

No entanto, há uma chance de que a ênfase nas prioridades de negócios tenda a girar em torno de métodos que geram receita imediata. Isso pode dificultar a realização de metas de longo prazo do negócio se não for gerenciado de forma cuidadosa e estratégica.

Financiamento de equity, financiamento de dívida, Bootstrapping, Crowdfunding e Compartilhamento de receita, todos têm o potencial de ser métodos eficazes de financiamento para e-commerce. Ao compreender os diferentes tipos de opções de financiamento disponíveis para sua empresa, você se prepara para ter sucesso em ter acesso ao capital de que precisa.

Com o conhecimento sobre cada tipo de financiamento, você poderá tomar uma decisão assertiva sobre qual modalidade funcionará melhor para sua empresa. 

Se você gostou deste conteúdo e deseja alavancar o seu negócio, cadastre-se em nossa plataforma e conheça nossas soluções de financiamento.