Amazon ou Shopify – Qual a melhor plataforma de vendas para o seu e-commerce?

Andre Wetter

Andre Wetter

Co-Founder da a55

plataforma de vendas

Com a transformação digital, muitas pessoas optaram por empreender no mundo online, com os e-commerces. Mas, com tantas ferramentas e plataformas de vendas disponíveis, você sabe escolher a melhor para o seu negócio?

Existem duas plataformas de vendas muito populares: Amazon e Shopify. Ambas são excelentes para lançar o seu e-commerce, mas existem algumas diferenças de recursos entre elas que é importante você conhecer.

Nós fizemos uma comparação entre essas duas plataformas de vendas, para que você possa identificar qual se adapta melhor ao seu negócio, sua estratégia e seu orçamento.

Qual a diferença entre as plataformas de vendas Amazon e Shopify?

As duas são muito boas para vender seus produtos online e ambas exigem um pagamento mensal para ter acesso a diversos recursos e ferramentas. E mesmo que pareçam ter muitas semelhanças, existem diferenças importantes no funcionamento das plataformas.

De maneira simples, a Shopify é uma plataforma de e-commerce especializada, que permite que você construa sua própria loja online. Já a Amazon pode ser considerada um mercado online e permite que você venda seus produtos, ao lado de outros vendedores online, incluindo a própria Amazon.

Para ficar claro como funciona a plataforma da Amazon, imagine que a sua loja está em um shopping, com várias pessoas caminhando e olhando as diferentes lojas. Neste cenário, a maioria das pessoas não está procurando o seu e-commerce em particular, mas ao caminhar pelo shopping, terá a possibilidade de conhecer sua loja e seus produtos.

Por outro lado, o funcionamento da Shopify é diferente. Nesta plataforma você aluga um espaço só seu. Utilizando a lógica anterior, com a Shopify é como se você alugasse uma sala comercial, numa rua movimentada e tem a liberdade de alterar todo o layout de acordo com a necessidade do seu negócio. Neste cenário, a capacidade de construir o reconhecimento da sua marca está mais em suas mãos, embora seja mais difícil construir uma base de clientes recorrentes.

Observando o modo de funcionamento de cada uma dessas plataformas de vendas, podemos perceber que elas atendem diferentes tipos de vendedores online. Para facilitar ainda mais sua decisão, separamos três perguntas que você deve se fazer, para determinar qual plataforma escolher.

Como escolher uma plataforma de vendas?

Quando falamos sobre construir um e-commerce para fazer vendas online, a maior diferença a se considerar é o modelo de venda de cada plataforma. Saber qual o melhor modelo de vendas para o seu negócio é importante porque é ele que guia os seus esforços para os processos operacionais e logísticos.

Veja o que considerar na hora de fazer sua escolha.

Que tipo de produto você está oferecendo?

Se você estiver oferecendo produtos físicos, você pode precisar de um local para estocar os produtos ou considerar o dropshipping, em que você revende o produto de uma terceira pessoa que envia a encomenda diretamente para o cliente. Neste modelo você não precisa lidar diretamente com os produtos.

Independente do método que você escolher, é necessário levar em consideração a opção mais viável para o seu negócio, baseado nos seus clientes-alvo, orçamento e logística. Vale lembrar que se seu produto for delicado e não pode sofrer riscos de ser danificado durante o transporte, o ideal é que você gerencie o manuseio e o transporte do produto.

O que você sabe sobre marketing digital?

Para que um negócio dê certo nesse mercado, é importante investir em marketing digital, anúncios, palavras-chave. E, quando se trata da Amazon, você não precisa se preocupar com tráfego ou visibilidade. 

A própria plataforma de vendas está se transformando em um mecanismo de busca inteligente, em que os consumidores estão sendo ensinados a pesquisar o que desejam por palavras-chave ou nome do produto, ao invés de procurar por marcas.

Esse tipo de tráfego, chamado de pesquisa orgânica, cria uma oportunidade para novos produtos aparecerem na primeira página.

Por outro lado, com o Shopify, você precisa aprender como funciona o marketing digital e aplicar as melhores práticas por conta própria. Ou então contar com a ajuda de uma agência de marketing, que fará esse trabalho por você.

Que tipo de experiência de compra você deseja para seus clientes?

Outro fator importante que diferencia as duas plataformas de vendas é a interface do usuário. Ao construir sua loja online com o Shopify, você tem diversas opções de design para escolher para a interface de usuário da sua loja. A plataforma é fácil de usar, com recursos de arrastar e soltar, para que todos os empreendedores tenham sucesso ao abrir um e-commerce.

Em contrapartida, com a Amazon, você só tem controle sobre a qualidade da imagem e a quantidade de cópias que deseja exibir. A interface geral permanece a mesma em todos os produtos. A experiência do usuário é comparável à configuração de um display na prateleira de uma loja.

Conclusão

De modo geral, tudo se resume à sua experiência, conjunto de habilidades e tempo quando se trata de adquirir, vender e comercializar seus produtos. 

Se você está começando, uma boa ideia pode ser testar algumas vendas por meio da Amazon. Dessa forma, você poderá avaliar a demanda dos consumidores, identificar seu mercado-alvo e ter uma ideia melhor da estratégia de preços.

Além disso, você também deve considerar o gerenciamento de estoque. Se você não tem experiência nessa área, pode usar o programa de atendimento da Amazon para cuidar desses elementos.

Depois de ter todas as informações e experiência necessárias, você pode mudar para uma loja dedicada aos seus produtos e completa do Shopify. 

E se fizer sentido para o seu modelo de negócio, mantenha as duas plataformas de vendas, dessa forma você pode aumentar suas chances de faturamento. 

Gostou deste conteúdo? Assine nossa newsletter e receba mensalmente conteúdos que vão ajudar você a alavancar o crescimento do seu negócio. Clique aqui!